sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Rock of Ages - O filme



 Musical é sempre um caso de amor e ódio. Tem pessoas que não suportam o momento em que uma personagem começa a cantar e dançar no meio da rua - eu adoro. A mudança na iluminação, as coreografias, o coro acompanhando a letra... Se bem feito, um musical pode ser envolvente, emocionante e excitante. A adaptação aos cinemas de Rock of Ages não necessariamente se encaixa nesses padrões.


A trama da peça musical de 2005 e do filme é a mesma: Sherrie , uma garota do interior do Kansas, EUA, segue para Los Angeles na esperança de conseguir prosperar na carreira de atriz em Hollywood. Lá, ela conhece Drew , um garoto aspirante a roqueiro que trabalha em um dos mais famosos bares de rock da cidade, o Bourbon Room.

Hough e Boneta podem ser cativantes a um público mais jovem, mas quem realmente rouba a cena é Tom Cruise na pele do lendário (e fictício) rock star Stacee Jaxx. É assim que a narrativa principal, a história de amor dos protagonistas, vira pano de fundo do dilema existencial e da vida vazia de Stacee - que passa por um momento de drama e decadência profissional.

Com um elenco repleto de grandes nomes, Rock of Ages  dá espaço a todos, o que surpreende - tanto para o bem, quanto para o mal - quanto à qualidade das vozes ali presentes. Tom Cruise se provou um roqueiro de primeira mão, atingindo agudos de qualidade e mantendo difíceis notas em "Paradise City", "Wanted Dead or Alive" e "Pour Some Sugar on Me", as quais ele executa sozinho.





.